3 dicas fundamentais para melhorar seu intestino

By 09/12/2019junho 2nd, 2020plano de saúde, Saúde

Distensões abdominais, aquela sensação de barriga inchada, dias sem ir ao banheiro e até mau humor, esses são alguns dos principais sintomas de quem sofre com intestino preso, popularmente chamado de “prisão de ventre”.  

Esse problema, que afeta 30% dos brasileiros, pode estar ligada a uma variedade de fatores, mas entre os mais comuns são alimentação de má qualidade, sedentarismo, insônia, estresse e problemas hormonais. O intestino preso pode ser classificado em:

  •  funcional, de curta duração e associada aos hábitos das pessoas; 
  • orgânica, de longa duração e relacionada a questões hormonais. 

O desconforto é grande, mas com algumas alterações em sua rotina você pode melhorar e manter o intestino regulado. Confira as três dicas de hábitos para você se sentir melhor. 

Beba água

Beber água é uma solução simples para quem sofre com intestino preso, mas fundamental para o bom funcionamento do sistema digestivo. Isso porque o líquido é responsável por umedecer as fibras hidrossolúveis e ajuda na formação do bolo fecal, que é a junção de todos os resíduos que formam as fezes humanas. 

A orientação é que as pessoas bebam, no mínimo,  dois litros de água por dia, além de consumir sucos, como o de melancia, que é rico em água e pode ser ingerido sem colocar açúcar.

Coma frutas e verduras

O bom funcionamento do intestino está associado a maneira como as pessoas se alimentam. Existem alimentos que ajudam no bom funcionamento e outros que contribuem para a prisão de ventre. 

Desta forma, os alimentos ricos em fibras, como verduras e legumes, ajudam na formação do bolo fecal e melhoram o funcionamento do intestino. Além disso, para proteger e repopular a flora intestinal a opção são os suplementos de probióticos, definido como organismos vivos. Eles são componentes não digeríveis que servem de alimento para a população das bactérias benéficas ao funcionamento do organismo.

Por outro lado, as carnes vermelhas, embutidos, enlatados e defumados devem ser evitados. Esses alimentos demoram a fazer digestão, o que contribui para desregular o intestino. 

Exercício físico

Os exercícios físicos também contribuem para melhorar o funcionamento do intestino, uma vez que beneficia o peristaltismo, movimento que empurra o bolo fecal. Além disso, aumenta a oxigenação corporal e melhora circulação sanguínea, contribuindo para a atividade de todas as células, bem como as que realizam a digestão.

Gostou deste blogpost? Então deixe seu comentário. Há mais de 28 anos, a Assistencial Previna trabalha para oferecer os melhores benefícios exclusivos, com uma ampla rede de atendimento e os melhores especialistas na área médica. 

Deixe uma resposta

× Como posso te ajudar?